sexta-feira, 27 de março de 2009

A origem do preconceito







Zé, não vou começar este post me desculpando pelo sumiço, pois eu sumir virou "lugar-comum" já! Tô quase regular de tão espaçosos que estão meus post´s. Então não tô sumido, apenas cumprindo o "cronograma".

Tudo bem com você? Comigo sim!
Vamos "tocando o barco" para não esmorecer, né?

Outro dia estava assistindo uma matéria na TV que falava sobre os "Crossdresser´s".

Você viu? Não?

Vou resumir pra você, Crossdresser´s são homens(?) que se vestem de mulher apenas por hobby. Estranho né? Eles são casados, mas se vestem de mulher.

Meu primeiro pensamento qual foi? (Acho que deve ter sido o seu também)

"Gay´s enrustidos"

Mas porque temos esta mania de colocar "rótulos" em tudo?

Penso que descobrir, conhecer, identificar e rotular fazem parte da essência do ser humano, mas o interessante é perceber como fazemos isto sem mesmo conhecer melhor a "coisa" observada, o objeto de conhecimento.

Veja o exemplo dos Crossdresser´s...

Como é algo novo, pelo menos para mim, minha mente buscou um conceito "entre" sobre o que eu estava vendo e ouvindo.

Como eu não tinha uma referência, foi buscando conceitos parecidos com o exposto que criei o "rótulo" para a "coisa" desconhecida.



"HOMEM CASADO É HETERO" <---{X}---> "HOMEM QUE SE VESTE DE MULHER É GAY"


Legenda: {X} = Um gay enrustido!

EUREKA!
A origem do preconceito, pelo menos em minha ótica.

A nossa condição utópica de oniciência nos move a fazer juízo de valor de tudo, sem considerar verdadeiramente que somos imperfeitos e admitirmos que existem muito mais coisas do que possa supor a nossa vã filosofia!

Que Deus nos dê sabedoria para aprender a conviver com as diferenças!

Um grande abraço!

Inté, Zé!

2 comentários:

Cris - Casulo dos Fios disse...

Nessa cabe aquele teu post anterior sobre "ser sempre criança" já reparou como elas não têm preconceito (falo da regra)?

Mas como é muito difícil reagir como criança tendo tantos conceitos já mumificados, acho que uma "mente aberta" (não encontrei definição melhor) já ajuda!
Boa Zé!

Zé! disse...

"Pré-conceitos" sobre as coisas é algo normal... afinal, rotulamos tudo no mundo quando "conhecemos".

O importante é sempre percebermos que não somos os donos absolutos da verdade... aliás, nem sei se ela existe!

Obrigado pela visita, volte sempre!